Desidratador de alimentos caseiro elétrico

Há algum tempo eu estava querendo fazer um desidratador de alimentos caseiro para conservar vegetais e colônias fermentativas. Então resolvi produzir um aparelho prático e que não me custasse mais que R$ 100 e que fosse adaptável.

O objetivo desta inicial etapa era criar um produto viável mínimo de um desidratador, sem refinamento algum, apenas para experimentar. O custo total do protótipo foi R$80,50 e n ão pretendo gastar muito mais com o desenvolvimento.

Tem alguma dúvida? comenta logo abaixo!

Uma dos principais usos deste produto quando estiver pronto vai ser a desidratação de fermentos. Portanto, para que isso seja feito com segurança, ainda preciso melhorar as instalações para facilitar a esterilização após a secagem de cada colônia para que não haja contaminações cruzadas.

Vantagens do alimento desidratado

O alimento desidratado é aquele que passa por processo de aquecimento em baixa temperatura e com fluxo de ar seco constante. O tempo de desidratação varia muito, dependendo do produto e da temperatura utilizada. Método barato e eficiente, por isso, é um processo utilizado há milênios e hoje é amplamente empregado pela indústria da nutrição.

O consumo de alimentos desidratados deve ser feito após sua reidratação.

Sem dúvida a primeira vantagem é o tempo de conservação, pois é possível guardar um produto desidratado por meses. Em segundo lugar vem a diminuição da massa e do volumo muitas vezes, pois o percentual de hidratação no vegetais pode chegar até 98%.

A conservação se dá pela diminuição da atividade dos microrganismos, pois estes precisam de água para viver.

Teste de desidratação

Maçã desidratada (1,5% do peso final.)

Este teste de desidratação me mostrou que posso transformar 1 kg de maçã em 115 gramas, para poder trasportar sem medo de perder o as frutas por degradação. O processo demorou cerca de 5 horas à 43 graus Célsius.

Se você quer desidratar alimentos e deseja resultados rápidos, pode parar por aqui. Pois até mesmo folhas demoram cerca de 2 a 3 horas para ficar no ponto certo.

Materiais do desidratador de alimentos

  • Cooler e fonte de pc 12v;
  • Termostato 12v com relay de 20A;
  • Conector Sindal para resistências;
  • 4 Suportes de cerâmica para resistências;
  • Bacia plástica c/ tampa;
  • Resistência espiral de 150w (220v);
  • Fio de energia com tomada;
  • Suporte de madeira e parafusos;
  • Peneira de aço inoxidável;
Detalhe dos materiais utilizados, simplicidade ao extremo.

Funcionamento do desidratador de alimentos caseiro

O termostato é ligado em paralelo com o cooler na fonte. O cooler nunca para, porém o termostato tem sua atividade intermitente para que a temperatura não exceda o valor estabelecido no próprio termostato. Isso garante tanto a segurança do conjunto como auxilia a economia de energia, pois a resistência fica 1 minuto ligada para cada 3 minutos totais de funcionamento.

Sem dúvida o resultado final do desidratador de alimentos foi bem satisfatório e os testes continuam. Ainda vou publicar nesta página diversos testes, melhorias e detalhes do setup eletroeletrônico.

Desidratação de cenouras, gengibre e limão, com um total de 5 horas. O termostato cuida constamento do equilíbrio da temperatura. Além disso, o mesmo garante que o aparelho permaneça apenas 30% do tempo ligado.

Chá de gengibre recém desidratado

O chá a partir do desidratado é um pouco mais forte do que o chá produzido com a planta in natura, mesmo que use a mesma quantidade. DE alguma forma o aroma e sabor ficam muito mais acentuados.

Tabela de temperaturas de desidratação

Em breve.

Termostatos para desidratador de alimentos

Em breve.

Desidratador de alimentos passo a passo

Em breve.

Projeto eletroeletrônico

Diagrama do corpo do desidratador de alimentos

Dealhamento dos materiais

Reidratação

Em breve.

Desidratação de fermentos

Em breve.

Ração desidratada de 700 kilocalorias

Em breve.

Gasto energético do desidratados de alimentos caseiro

Em breve.

Outro uso: Fermentação

Em breve.

Melhorias

Notadamente a eficiência pode melhorar bastante com o melhor controle da convecção dentro do aparelho, pois isso garante que a umidade saia para fora da caixa e seque os vegetais mais rapidamente. Para isso posso usar anteparos internos ou saídas de ar com filtro, por exemplo. Se você curte este tipo de projeto, então não deixe de fazer e me falar dos seus resultados.

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.