Nutrição Humana – glossário com citações

Conjunto de citações, definições e referências científicas em nutrição humana. Coletânea para uso posterior em trabalhos acadêmicos e apresentações.

A nutrição humana

“A ciência que estuda os alimentos, seus nutrientes, bem como sua ação, interação e balanço em relação à saúde e doença, além dos processos pelos quais o organismo ingere, absorve, transporta, utiliza e excreta os nutrientes.”

(CUPPARI, 2002)

Alimento

É toda substância ou mistura de substâncias, no estado sólido, líquido, pastoso ou qualquer outra forma adequada, destinada a fornecer ao organismo humano os elementos normais, essenciais à sua formação, manutenção e desenvolvimento.

ANVISA

Nutrientes

Presente nos alimentos, são substância químicas que estão associadas a diversas funções no organismo humano. (Lipídeos, carboidratos, proteínas, vitaminas, minerais e água).

Desidade nutricional

Alimentos que possuem alta densidade nutricional são os que possuem elevada quantidade de nutrientes em relação ao deu valor calórico. Deste modo, os alimentos de alta densidade nutricional possuem alta quantidade de vitaminas, minerais e ácido graxos polinsaturados além de outros nutrientes importantes.

Alimentação

A alimentação é um ato social, voluntário, consciente que envolve cultura, renda, religião, conhecimento, dentre outros fatores que determinam qual alimento iremos ingerir.

Recomendação nutricional

O conceito “recomendações nutricionais”, por sua vez, refere-se à quantidade de nu-trientes que deve ser ingerida por meio da dieta e cujo valor satisfaz às necessidades individuais de quase todos os indivíduos de uma população saudável.

(CUPPARI, 2002)

Alimentação adequada saudável

Uma alimentação que oferece nutrientes de acordo com as necessidades biológicas de cada fase do curso de vida, permitindo que o organismo funcione de forma adequada. Ela deve ser acessível do ponto de vista físico e financeiro, saborosa, variada, harmônica em relação a qualidade e quantidade e segura quanto aos aspectos sanitários. Além disso, deve respeitar as características socioculturais.

(PNAN, 2012).

Leis de Escudero

Médico argentino que,há mais de 70 anos , criou as Leis de alimentação. Estas leis expressam de forma simples as bases para uma alimentação saudável em quatro proposições.

Lei da quantidade

A quantidade da alimentação deve ser suficiente para cobrir as exigências calóricas do organismo e manter o equilíbrio de seu balanço.

Lei da qualidade

O regime alimentar deve ser completo na sua composição, para oferecer ao organismo todas as substâncias que o integram.

Lei da harmonia

As quantidade de cada qualidade de nutriente devem obedecer a uma relação proporcional adequada.

Lei da adequação

A finalidade da alimentação está subordinada à sua adequação ao organismo em sua fase ou condição.

Classificação dos alimentos

In natura

Alimento em seu estado natural, recém obtido de sua fonte original e sem alterações em sua estrutura física ou química.

Minimamente Processados

Alimento in natura submetidos a processamento mínimo, como limpeza, moagem, fracionamento, pasteurização, congelamento antes do seu uso.

Processados

Alimentos in natura que são processados industrialmente e recebem adição de sal açúcar ou gordura para mudança de sabor e para conservação.

Ultra processados

Alimentos que sofrem múltiplos processos e alterações industriais recebendo vários ingredientes, alguns exclusivamente industriais, como aditivos, corantes, aromatizantes, sanatorizantes, espessantes.

Regra de ouro da nutrição humana

Descasque mais e desembale menos.

Guia Alimentar para a População Brasileira, 2014

E outras palavras, prefira alimentos in natura, minimamente processados e preparações culinárias a alimentos processados e ultra processados.

3 Regras da nutrição humana

  • 1ª regra: faça de alimentos in natura ou minimamente processados a base de sua alimentação.
  • 2ª regra: utilize óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades ao temperar e cozinhar e criar preparações culinárias.
  • 3ª regra: limite o uso de alimentos processados, consumindo-os, em pequenas quantidades, como ingredientes de preparações culinárias ou como parte de refeições com base em alimentos in natura ou minimamente processados.

Referências de Nutrição Humana

CUPPARI L. Nutrição clínica no adulto – Guia de medicina ambulatorial e hospitalar (UNIFESP/Escola Paulista de Medicina). 1 ed. São Paulo: Manole, 2002.

TROESCH B.; BIESALKI H. K.; BOS R.; BUSKENS E.; CALDERP. C.; SARIS W. H.; SPIELDENNER J.; VERKADE H. J.; WEBER P.; EGGDORFER M. Increased intake of foods with high nutrition density can help to break the intergeneration cycle of malnutrition and obesity. Nutrients. v 7. n 7. P 6016-37. 2015.

MELO, Eduardo Alves; JAIME, Patrícia Constante; MONTEIRO, Carlos Augusto. Guia alimentar para a população brasileira. [S.l: s.n.], 2014.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.